LÁMEN DO RESTAURANTE ASKA

O restaurante Aska (Asuka) é o mais antigo dos três restaurantes especializados em lámen no bairro da Liberdade. Servem, como os outros, o lámen nas três versões: missô, shoyu e shio (sal). Servem também yakissoba e outros pratos mas o restaurante é mais conhecido pelo lámen. O sabor é agradável, não espere nada excepcional, mas a porção é boa, e por R$ 13,00 a versão missô, não tem o que reclamar. Para acompanhar, peça uma porção de gyoza com recheio vegetal, que tem qualidade superior aos de outros estabelecimentos. O ambiente também é agradável, mas se não chegar cedo sempre vai ter que entrar em fila de espera.

Restaurante Aska: Rua Galvão Bueno, 466 – tel. 3277-9682 – Fica na frente do Nikkey Palace Hotel. Para quem vem da Avenida Liberdade, recomenda-se descer pela rua Fagundes.
Missô lámen do Aska

Missô lámen do Restaurante Aska no bairro da Liberdade

Anúncios

2 respostas em “LÁMEN DO RESTAURANTE ASKA

  1. Ola meu nome é André, tenho 38 anos, como comida japonesa a 32 anos, as nunca fui tão mal atendido como hoje no ASKA da R. Galvão Bueno, 466 na Liberdade São Paulo.
    Já fui no ASKA umas 8 vezes, a comida é fantástica, só que o lugar é lotado de regras, até 2 pessoas você tem que sentar no balcão, fui uma vez com minha noiva e inventei de sentar em uma mesa, literalmente fui convidado a sentar de frente para ela, eu coloque a bolsa dela na cadeira do lado, tem um JAPONÊS de seus 40 anos de cabelo preto e começando a aparecer os fios brancos(o Sr. É muito radical e estressado), ele simplesmente pegos a bolsa e colocou na cadeira da cabeceira da mesa, mas de um jeito tão deselegante que quase fui embora.
    Mas hoje foi o Ó, estou lá comendo meu guioza, meu lámen, adoro pimenta, lá tem um molhinho fantástico, quando descubro mais uma regra, que o molhinho de pimenta é só para o guioza, a dona já estava bufando quase me expulsando, o japonês nem olhava para mim, na hora de pagar a conta, (o lugar só aceita dinheiro) dei as notas e fui pegar a moeda, estendi a mão para entregar e moeda a dona que fica no caixa, e com uma cara de nem aqui nem ali, ela simplesmente apontou em direção a bandeja da conta e me convidou a colocar a moeda lá, porque devo ter alguma doença que desconheço que ela não pode pegar a moeda de minha mão.
    Meu dinheiro é bem vindo mas EU NÃO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s