44º Toyo Matsuri – Festival Oriental da Liberdade

Será neste final de semana, dias 8 e 9 de dezembro de 2012, na praça da Liberdade, bairro Liberdade, São Paulo. Horários e detalhes: veja no link: http://culturajaponesa.com.br/eventos/?p=143

Haverá apresentação do cantor Diogo Miyahara, que interpretará músicas de tokusatsu e animê, matsuri dance e outras atrações. Além das barracas de comida oriental da feira da Liberdade, haverá outras, especialmente nesse evento.

Anúncios

2º Festival da Liberdade

 

A dupla coreana da dança Hangul: pintura e dança

Unindo as três principais culturas asiáticas, foi realizado nos dias 11 e 12 de setembro, o 2º Festival da Liberdade, em comemoração ao 41º aniversário do bairro Oriental da Liberdade e também ao 41º aniversário do convênio entre as cidades de São Paulo e Osaka.

O evento foi promovido pela Associação Paulista de Relações Internacionais, presidido pelo sr. Luis Hanada, em parceria com a Subprefeitura da Sé, SPTuris, e o grupo Nippak, contando com o apoio da empresa aérea Emirates, que anunciou seu vôo ligando São Paulo a Tóquio; e da Camil, fabricante do arroz japonês Momiji.

Passaram pelo palco da praça da Liberdade diversas atrações da Associação Brasileira de Coreanos, como o Tae Kwon Do, cantoras pop, coral de senhoras, grupo de B-boy, e a tradicional dança Hangul, apresentado no sábado junto com um artista que fez um trabalho de shodô ao vivo.

A Associação Chin Woo representou a China, trazendo a tradicional Dança do Leão e Dragão, além de uma equipe de kung fu que fez uma bela apresentação.

A cultura japonesa foi representada pelo karatê Kyokushin Oyama, no sábado; e pelo karatê Shizuoka Goju-kai, no domingo. Este último, coordenado pelo prof. Akira Saito, trouxe a seleção brasileira que conquistou três medalhas de bronze no Campeonato Mundial 2010, e que estará no Sul-americano, em outubro, no Uruguai.

A banda de J-Rock, X-Rated e o grupo de taikô Ryuusei agitaram o começo da noite de sábado, movimentando o público jovem. No domingo, houve apresentação do grande grupo Shinkyo Taikô, o comovente teatro “Kurô” do grupo Hokage, que também trouxe um mix de samurai com a dança do ventre, e o animado encerramento coube à banda Gaijin Sentai e ao grupo Smile de Matsuri Dance, envolvendo todo o público presente.

Mas não só de cultura oriental viveu a Liberdade nesse final de semana. A belíssima apresentação instrumental de MPB do grupo Zarabatana, do Sesc São Paulo, abriu a programação do domingo ensolarado, e a banda independente Los Negros Brujos se Divierten apresentaram suas próprias composições de música brasileira.

Na praça de alimentação montada na rua Galvão Bueno, o público pôde apreciar os alimentos japoneses, coreanos e chineses, além da culinária brasileira, como o churrasco. O famoso restaurante Koban serviu sushi e sashimi. Da China, a novidade foi o tempurá gigante, e da Coréia, o destaque foi a batata furacão, cujo estande teve fila nos dois dias. Outro destaque da Coréia foi o hot dog coreano, uma salsicha envolta numa massa adocicada e frita. Essa delícia já foi vista na série de desenho da Disney Channel, Phineas e Ferb – o namorado da adolescente Candance trabalha numa loja especializada nesse tipo de hot dog (conhecida na Coréia como hattogu).

Esse foi o primeiro evento realizado na Liberdade que uniu as culturas orientais e a brasileira, mostrando que a diversidade cultural proporciona um grande espétáculo visual, sonoro e degustativo. Os seus idealizadores merecem os parabéns, pois o bairro da Liberdade pôde se orgulhar desse bonito acontecimento.

Visite o site: http://www.festivaldaliberdade.com.br

32º Festival das Estrelas Tanabata Matsuri

O 32º Tanabata Matsuri foi realizado nos dias 24 e 25 de julho, ocupando a Praça da Liberdade e as ruas Galvão Bueno e dos Estudantes, numa promoção da Associação Cultural e Assistencial da Liberdade – ACAL, em conjunto com a Associação Miyagui Kenjinkai do Brasil.

A programação do palco montado na praça ficou a cargo da ACAL, sendo que no sábado até as 18 horas foi coordenada com por Hiroshi Kawazoe e com assistência de Francisco Sato, e depois, até 19 horas,  sob a direção de Paulo Miyagui, todos diretores da ACAL. A noite, o palco foi dos jovens sob comando do apresentador e diretor da ACAL Augusto Takeda (Babu).

O evento seguiu conforme a programação apresentada neste blog (vide post de uma semana atrás).  Os shows foram impecáveis, iniciando com o taikô Tangue Setsuko, o grupo mais tradicional do Brasil. Depois, a dança folclórica das senhoras do Hanayagui Kinryu kai e assim por diante, com destaque para o Awaodori, dança da província de Tokushima, apresentado com muita habilidade pelo grupo Represa Ren.

Uma homenagem justa foi feita ao cantor Robertinho Casanova, que recebeu uma placa do presidente da ACAL, Hirofumi Ikesaki. Robertinho, que sempre foi do bairro da Liberdade, foi o vencedor do maior concurso de música do Japão, numa competição realizada pela rede de TV NHK, onde participaram 80 mil competidores em várias etapas. Agora morando e seguindo uma carreira profissional no Japão, ele estava retornando no mesmo dia após uma passagem pelo Brasil. Apesar disso, Robertinho e sua esposa japonesa Mika, conseguiram cantar algumas músicas no palco do Tanabata, incluindo “Tiguiri”, a música que o tornou campeão.

Taikô do grupo Ryukyu Koku, mais uma bela apresentação.
Destaque para a garota vestindo yukata, um quimono de verão, no meio do público. Parabéns.
O público entrou no Matsuri Dance dos grupos Shinsei ACAL e Minbu Ribeirão Pires. O ritmo foi dado pelo taikô Minbu.

No domingo, sob a direção de Augusto Takeda, o palco teve uma programação jovem. Destaque para o Teatro de Sombras do grupo Hokage, com uma dramática história de uma moça mimada que acaba em tragédia. A banda Seinen marcou sua estréia na Liberdade, tocando J-Pop, sob a coordenação de Kiyoshi Nakayama. O desfile Cosplay atraiu uma multidão notadamente jovem à praça. Além de desfilarem, os(as) modelos dançaram ao som de anime songs. A banda Nou Haw se apresentou pela primeira vez nesse palco, tendo como vocalista Akemi Matsuda, que se veste no estilo gothic lolita, mais conhecida pelo grupo Harajuku Lovers, que agora se revelou como uma ótima cantora pop. A banda Gaijin Sentai, como sempre, desfilou seu amplo repertório de temas de animê e tokusatsu que a consagrou. O vocalista Nordan apresentou um novo cabelo, mas sua voz continua a mesma.

O destaque da programação foi o show da cantora japonesa Tsubasa e sua banda DNA. Seu repertório, um misto de pop e folk japonês, encantou o público jovem que aplaudiu bastante o grupo. O encerramento do evento se deu com todo o público e equipe de apoio dançando Matsuri Dance, sob o comando do grupo Smile. E tudo terminou na mais perfeita ordem. O público retornou para casa satisfeito por ter vivido uma tarde alegre como se estivesse no Japão.

Mas, para tudo funcionar às mil maravilhas, uma grande equipe trabalhou nos bastidores. Destaque para Daniel Takaki, diretor do Jornal Nikkey; Dalton Takaki, diretor do Seinen; Selva Mara Ferreira, diretora da ACAL, Rick san, que revezou o microfone com Babu; diretor Antonio Takahama que em todos os eventos da ACAL trabalha na montagem; Leiko da Ikesaki, que percorre heroicamente o bairro solicitando contribuições para patrocinar o evento, e muitos outros que contribuiram voluntariamente para o sucesso desse tradicional acontecimento do bairro. Além dos acima citados e dos não citados, o Seinen ACAL Liberdade merece todos os aplausos pela competência e responsabilidade.
Gaijin Sentai
O público superlotou a praça.
Akemi, da Harajuku Lovers e vocalista da Nou Haw
O apresentador Babu, advogado na profissão
Tsubasa e banda DNA diretamente do Japão para Liberdade.
Matsuri Dance do público com o grupo Smile, o grande final.